quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Homenagens Fingidas!!!


Amanhã é assim!!

Romarias autênticas em todos os cemitérios do País.
Familias que se juntam em volta das campas em amena cavaqueira. Por vezes até deixam transparecer que realmente não sabem o que estão ali a fazer.
São aos montes, levam as criancinhas e tudo. Depois, passeiam-se entre as campas para fazerem as críticas!! Quem tem flores mais caras e mais bonitas. É um autentico corropio para cá e para lá. Acho que se alguns mortos pudessem falar ou agir havia de ser bonito. Muitos daqueles familiares levariam umas belas bofetadas.... Até devia ser giro. Quando aquelas pessoas que estão ali por estar, chegassem perto das fotos e lhes dessem uma mordidela...ai ai....
De qualquer maneira, eu não condeno quem não vai com regularidade ao cemitério. Eu própria vou quando me apetece. Muitas vezes sinto vontade de lá ir, outras vezes não.Também não é por isso que deixo de pensar na minha Mãe ou na minha Cunhada. Só não acho correcto as pessoas fazerem autênticas romarias nesta altura. Funciona como um comércio. As flores custam o triplo do preço habitual. É uma loucura!!!
90% das pessoas que estarão amanhã no cemitério prestarão aos seus entes que já partiram, uma homenagem fingida!!
Sempre foi assim, vai continuar a ser e não há volta a dar-lhe.

Também é dia de estarem lá na porta, aquelas senhoras com a lata a pedir para a Luta Contra o Cancro. Sempre dei, amanhã quando der a minha contribuição e me colocarem o autocolante a sensação vai ser bem diferente......

Beijinhos grandes para todos

13 comentários:

isa guerreiro disse...

ola aida, concordo contigo.è uma autentica exploração nesta ocasião.Nunca gostei de ir ao cemiterio nesta altura, gosto mais de ir sozinha, sem ninguem para olhar se levo flores, velas, ou só a saudade.Tenho uma situação pendente com o cemitério da minha aldeia, onde estão a minha avó e tia.Desde o dia que soube que tinha cancro, que não tenho conseguido lá ir.Sei que elas olham por mim.è uma questão de tempo, sei que vou conseguir.
Ia muito, e a ultima vez q lá fui foi antes da consutla de decisão, ou seja dia 19 de Janeiro de 2006.
beijinhos e fica bem

X disse...

Aida, minha querida... hoje reflectia justamente nisso na viagem para casa. Isto porque foi tema de conversa entre amigas no "cafézito" da praxe entre aulas.
Eu encaro este dia como um dia diferente para "visitar" quem amamos e foi morar para um outro lugar mais sereno (quero acreditar que sim...).
Tenho imensas saudades de uma tia tão querida... Como sabes não sou de "cá" e sempre que "lá" vou sou incapaz de concluir os meus 200 e tal km de ida e volta sem incluir uma visita saudosa e chorosa ao cemitério onde ela está. Não sei se por ter sido uma perda ainda recente (poucos anos, quero dizer) eu encaro este dia como um dia diferente para visitar os nossos entes queridos. Podemos visitar os amigos e família sempre que desejarmos, mas há sempre um dia especial em uqe nos preparamos de forma tb especial para os visitarmos. O dia de aniversário, a celebração de alguma coisa mais íntima, por exemplo. é assim que entendo este dia. Como um dia diferente a dedicar a quem já não está connosco...
E, sabes, minha amiga... Dei por mim a querer chorar-me no carro, hoje, com pena de amanhã não poder estar junto da campa da minha tia... Apesar de o ir fazer com a mesma intenção daqui a 2 dias.

Óbvio que o aspecto da comercialização está intrinseco a esta data.
É uma fogueira de vaidades, sobretudo em meios pequenos como "lá"...
O que é pena...
Mais perde quem lá se dirige apenas com essa intenção e quem se aproveita deste dia para os seus lucros...

E, indubitavelmente que, o que mais importa, é o que sentimos no coração... Seja em que dia for... Ou mesmo todos os dias. Porque é uma saudade que não se cura. Apenas se atenua.

Sei que amanhã vais com esta verdadeira saudade saudar a tua querida Mãe e a tua cunhada.
Será um dia difícil para todos vocês.
Muitos lacinhos cor-de-rosa para ti, linda.

E... um malmequer lindo tb! Para ti!

X

imel disse...

Olá Aida,

É verdade, é uma autentica fantochada.

Eu tenho lá a minha querida mãe, e até Março deste ano ía lá sempre que me apetecia. Cheguei a ir na hora do almoço, quando estava a trabalhar. Apetecia-me estar ali, perto dela e falava com ela. Sei que ela me ouvia. Mas desde Março, quando me foi diagnosticado o cancro que nunca mais consegui lá ir. Hoje também não vou. Irei lá quando tiver vontade. Sei que vou chorar que nem uma Madalena. Desde há 12 anos para cá que não há um dia que não me lembre dela. Sinto muito a falta dela, desde sempre. Ficou um vazio dentro de mim que ninguem consegue preencher. Partiu com 49 anos. Era ainda tão jovem e tão boa mãe, tão amiga...Não é uma ida ao cemitério que faz a diferença. O meu irmão por exemplo, nunca lá foi e se ele adorava a minha mãe. É no meu coração que ela está e estará para sempre. Acredito que esteja ela onde estiver, está de certeza a olhar por mim.

Quanto aos lacinhos, tenho um, foi-me dado no hospital. Sempre contribui para esta causa como tantas outras. Normalmente contribuo sempre. Mas tal como dizes, agora tenho outra sensação.

Bjocas e bom feriado

laura disse...

....
Querida Aida linda!

Que alegria! è um dia de festa para todos!

Hojé é o dia de todos os Santos, portanto tem a força de todos aqueles que conseguiram ganhar o Céu.....

Lá decerto estarão muitos daqueles que amámos. E também tenho a certeza que estarão sempre a pensar em nós ...

E há outro motivo para ser um dia Grande, é que o meu marido faz aninhos.....

Quanto ao assunto do teu desabafo, olha nem comento, pois eu para me lembrar dos meus, não preciso de data marcada.

Viva a Alegria.

Beijinhos e abraços, laura

cristina j, disse...

Olá Aida,
Também eu hoje já fiz uma viagem ida e volta, apenas para visitar algumas pessoas queridas que já partiram.

Concordo quando dizes que deste dia se fez uma coisa comercial, e também é certo que durante o ano vemos um cemitério de flores secas e no dia 1/11 encontramos sempre um cemitério colorido.

Eu vou quando quero e sinto necessidade, faço-o por saudade e gratidão, não por obrigação, mas todos os anos nesta data eu vou, e visito as mesmas pessoas, com o mesmo afecto e dedicação de sempre.

Hoje havia mais uma pessoa que há um ano atrás...
E é isso que dói,há sempre mais uma e outra pessoa que partiram e deixaram saudade...

Bjinhos para todas

Alda disse...

Olá Aida,
É verdade tudo isso, concordo contigo. Eu nunca me preocupei com o que dizem. Vou sempre que posso, levo muitas vezes as flores do meu jardim, outras vezes vou só falar, e beijar a foto do meu pai.

Beijinho para ti linda

MARILU disse...

Aidinha hoje é dia de finados amiga tens razão nalgumas coisas que disseste noutras não !olha eu quase todos os domingos vou à campa dos meus pais e passo pela campa da claudinha que fica mesmo ali ao lado e tenho fé que lá em qualquer lado estão também por perto e bem .
Mas falando agora do lado caricato.
É QUE NESTE DIA SE ARRANJAM GRANDES CASAMENTOS NÃO SABIAS? É O DIA EM QUE AS VIUVAS E OS VIUVOS DEITAM O OLHO UNS AOS OUTROS... NO CEMITÉRIO TÊEM TEMPO! TODO O DIA POR ALI JÁ PENSASTE BEM?

Nela disse...

Hoje, o meu pai faria 79 anos. Partiu com 48, ou seja, há 31.

Partiu para algures, não muito longe, por certo, uma vez que conseguimos falar com facilidade e nunca ficamos sem rede.

Supostamente, está no cemitério de Benfica. Não sei. Não vou lá. Eu diria que está bem mais perto.

Por isso, e por outras razões, estes dias não me dizem absolutamente nada e, como tal, não vou a lado nenhum.

marilu disse...

Manuela, um beijinho grande para ti e tua família, olha também eu comunico com os meus, não quero perder o contacto, porque sei que no fim da minha viagem eles vão lá estar à minha espera com um grande banquete, quem sabe se pão de ló de Rio Maior

marilu disse...

Aidinha, andas tão caladinha amiga, andaste ao pão por Deus e ficaste cansada, sua malandra!...

laura disse...

...
Uhuh!

Estou aqui.
Telefona que tu não pagas.....laura

marilu disse...

Aidinha toc...toc...
não quero ser chata amiga mas diz! estou aquiiii...

Mimas disse...

Aida, anda cá mudar o post, filhota, sobretudo para sabermos notícias tuas!

Bjs para ti, espero que esteja tudo ok, Mimas.