sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Desculpem Mas Ainda Não Me Apetece Fazer Mais Que Isto!!!!!




ADORO-VOS MUIIIIIIIITO!!!!!!!!


Obs: Mas não se preocupem, estou bem, só vou "fechar um pouquinho para obras".

10 comentários:

lia disse...

Aida ,passei só para te deixar uma beijoca cheia de força!Bom fim de semana Amiga.fica bem beijnhos

cristina j, disse...

Aidocas, nem precisas fazer mais...

Está muito amoroso, e saber que estás bem já é tudo.

Bjinhos grandes

C. disse...

A Cristina J. tirou-me as palavras da boca.
Beijinhos gds e as melhoras.
Carmen ( De Bizet)

Nela disse...

Beijinhos e boas "obras". Todas entendemos que precisas de descansar e por ordem no mosteiro.
Ah, e a propósito, eu também te adoro.

isa disse...

Beijinhos amiga, claro que sabemos que o melhor para ti agora é descansares e para logo estares rija. Lembra-te que estamos ja aqui ao virar da esquina, para o que precisares: nem que seja ouvir um : gosto muito de ti.

Isa-retratoiluminado

marilu disse...

Aidinha fazes bem fechar para obras, nós ajudamos no jardim, para que chegue depressa a primavera...beijinhos linda eu ando por aqui.

isa disse...

olá aida, um beijinho grande e volta cheia de força, propria de uma mulher do norte...beijos gmt

laura disse...

....
Sossega coração! Não deseperes!
Talvez um dia, para além dos dias,
Encontres o que queres porque o queres.
Então, livre de falsas nostalgias,
Atingirás a perfeição de seres.

Mas pobre sonho o que só quer não tê-lo!
Pobre a esperança de existir sómente!
Como quem passa a mão pelo cabelo
E em si mesmo se sente diferente,
Como faz mal ao sonho o concebê-lo!

Sossega, coração, contudo! Dorme!
O sossego não quer razão nem causa.
Qer só a noite plácida e enorme,
A grande, universal, solene pausa
Antes que tudo em tudo se transforme.
Fernando Pesssoa

Eu estou por aqui.
laura

laura disse...

...
É bem assim, nós as mulheres, especialmente as da minha geração, não passamos dumas "fieis servidoras"...
às vezes dou comigo a pensar: "se" eu actuasse como agora as mulheres actuam o meu casamento não teria durado vai nos 41 anos...
Foi bom, ou por outra é bom, ter chegado até aqui, mas como cheguei?
Sacrificio, despir-me de mim, trabalhar para fazer casa, poupar... não ter o vestido ou o sapato da montra... pensar sempre no melhor para ele, aturar as indisposições do cansaço da fábrica, aturar as manias e desaforos da mãezinha (dele) que dizia ainda bem não ter tido filhas, pois as mulheres eram todas umas desavergonhadas!!! (Ela sabia do que falava...) Honni soit...

Ainda tenho dúvidas... Será que me ter anulado foi o melhor caminho?
Tem horas que acho que sim.

Olhem, eu vou estando por aqui.
Beijinhos.
laura

Carla disse...

Aidinha querida, desculpa a falta de contacto da minha parte. Tenho-te lido e ficado muito feliz com cada novo tratamento em direcção à tua cura total. Descansa muito e que tudo te seja muito suave, amiga querida. Estou contigo. Beijo enorme.